“All Too Well (10 Minute Version) (Taylor’s Version)”
2021 • POP • REPUBLIC
POR LEONARDO FREDERICO; 17 de NOVEMBRO de 2021

Avaliação: 5 de 5.
MELHOR LANÇAMENTO

Por quase uma década, “All Too Well” foi tida como a melhor música do catálogo de Taylor Swift. Lançada em 2012, no álbum Red — que também é visto, por muitos, como seu melhor disco —, a faixa é tida, tanto por críticos e fãs, como a peça dourada da cantora. Em 2012, contudo, no dia do lançamento de seu quarto álbum, em uma entrevista para o Good Morning America, Taylor disse que havia escrito uma versão de cerca de 10 minutos de duração da faixa, mas que essa teria sido cortada para se encaixar no disco. Desde então, fãs — e críticos — esperaram pelo dia que essa suposta — e quase lendária — música emergisse do cofre de Swift. O lançamento de Red (Taylor’s Version) parecia a oportunidade perfeita para isso: Swift, visando ganhar de volta o controle e direito sobre seu trabalho artístico, está regravando suas faixas, e, em conjunto, liberando canções que ela nunca lançou. Por mais que quase 10 anos seja um período longo de tempo, de certa forma, cada segundo valeu a pena. 

A versão original de “All Too Well” é uma obra-prima sobre um término doloroso na qual Swift examina cada pixel de seu tempo com seu ex. E, a cada instante, pintado pela composição calibrada da cantora, surgia de uma mistura de não apenas saudades com ódio e tristeza, mas também o amor-próprio de nunca se colocar na mesma situação pejorativa novamente, entretanto levando um aprendizado sobre isso. Sob um violão que se mescla harmoniosamente com um piano, Swift entregou aqui as linhas mais dolorosas de sua carreira, principalmente quando ela canta. “And you call me up again / Just to break me like a promise / So casually cruel in the name of being honest / I’m a crumpled up piece of paper lying here”, formam a ponte mais melancólica, uma mistura de um sentimento vivido com metáforas sentimentais. 

A versão de 10 minutos, por sua vez, eleva todos os melhores caráteres da faixa. É Swift expandindo seu universo mais complexo, nítido e emotivo, levando uma experiência de um término de relacionamento para um novo nível de sentimentalismos. As novas linhas trouxeram, de forma geral, uma maior quantidade de detalhes, seja para a ascensão da relação, seja para a sua ruptura brusca. Os momentos bons se tornam mais quentes, mas os momentos mais frios, se tornam ainda mais devastantes. “And I was thinkin’ on the drive down, ‘Any time now / He’s gonna say it’s love,’ you never called it what it was”, ela canta em uma das frases mais latejantes da canção. Mais para frente, Swift revela uma relação que no começo parecia confortante e honesta, porém, não era, no fundo, tão harmônica (“You kept me like a secret, but I kept you like an oath”), e cenas de conforto paternal (“But then he watched me watch the front door all night, willin’ you to come / And he said, “It’s supposed to be fun turning twenty-one”). Como grande parte do material de Swift, os destaques são sua composição e sua capacidade de captar cada detalhe. Mas, aqui, ela leva tudo para um patamar maior que qualquer outra coisa que ela já lançou. 

Sendo uma das únicas faixas produzidas por Jack Antonoff, parceiro de longa data de Taylor, “All Too Well (10 Minute Version) (Taylor’s Version)” substitui os analógicos por sintéticos, o que traz uma tonalidade,  aparentemente, mais otimista. O piano de cauda e um violão solitário dão lugar para batidas opacas de baterias e sintetizadores, além de camadas de vocais que reverberam de forma atmosférica, como em algumas das novas faixas de seus trabalhos mais novos — “this is me trying”, de folklore, e “Don’t You”, de Fearless (Taylor’s Version). Contudo, por mais que essa versão pareça mais positiva, na realidade, é uma abordagem inteligente, com Swift dando uma nova roupagem que se adapta melhor para duração da faixa, além de ser algo que pode, mais facilmente, assumir formas abstratas, criando uma relação com os sentimentos expostos. No final, por mais que essa versão tenha pouco mais de 10 minutos, esses tão dourados que parecerão os 10 minutos mais rápidos de sua vida.