SOUNDX

"Descontrolada"

2022 •

Sony Music Brasil

Com produção de Brabo Music e Ruxell, Pabllo Vittar agita as baladas brasileiras com seu novo single em parceria com a carioca Mc Carol Bandida.

"Descontrolada"

2022 •

Sony Music Brasil

Com produção de Brabo Music e Ruxell, Pabllo Vittar agita as baladas brasileiras com seu novo single em parceria com a carioca Mc Carol Bandida.
02/10/2022

Uma nova tendência na música nacional em busca de participação significativa na globalização da indústria fonográfica vem sendo a produção artística de canções americanizadas. Na produção, e, até mesmo, no conteúdo lírico, artistas pop nacionais, como Anitta, Luisa Sonza e inclusive Pabllo Vittar, lançaram músicas seguindo um conceito mais norte-americano. É possível também perceber uma grande influência da música latino-americana, como o reggaeton, por exemplo.

O que vem acontecendo é, sem dúvidas, uma desvalorização da música nacional pela perspectiva do consumidor internacional. As músicas por artistas brasileiros que chegam à ouvintes do mundo afora não transmitem uma real identidade do país, causando assim uma dificuldade por estes de interpretar e de se contextualizar na cultura do país, pois o produto final por ele consumido está “maquiado” sonora e liricamente. 

Devido a essa tendência, tornou-se comum perceber ouvintes brasileiros reclamando dos lançamentos atuais de seus artistas pop favoritos. De fato, não há nada mais natural e coeso do que um artista representando e enriquecendo a cultura do seu próprio país — deixando claro que colaborações internacionais não são prejudiciais, desde que não substituam a representatividade da sua cultura. Pabllo Vittar parece ter percebido isso a tempo.

O último álbum de estúdio da drag queen Batidão Tropical é a assinatura da cultura nordestina brasileira, apesar de outros discos como 111 serem mais diversificados e possuírem incluídas canções em espanhol e inglês. A vontade de permanecer mais autêntica à cultura brasileira foi explanada por Vittar, que anunciou em suas redes sociais que seu próximo álbum será 100% em português.

Com “Descontrolada”, a dupla nos proporciona o início dessa nova era totalmente brasileira. O refrão frenético que somente Mc Carol consegue oferecer, a música eletrônica mixada ao funk de rave paulista resulta numa animação festiva que só existe no Brasil. A composição é divertida e reflete a atualidade do país, passando por uma das eleições mais polarizadas e importantes desde a redemocratização: Lula do Partido dos Trabalhadores (PT) concorre contra a extrema direita, representada pelo atual presidente Jair Bolsonaro (PL). Por isso, o ouvinte não vai associar o verso “vai dar petê, vai dar petê” ao famoso “perda total” devido ao consumo de bebidas alcoólicas, e sim a uma prévia comemoração com a vitória do partido PT. Sacada inteligente e divertida dos compositores, demonstrando um conhecimento do público-alvo de ambas artistas.

Ademais, o lançamento consegue trazer uma boa expectativa sobre o futuro disco e, mais importante, prova que não é necessário excluir a identidade nacional de um artista para conseguir exportá-lo mundo afora: a cultura brasileira é rica o suficiente para assim fazê-lo por si só.

Esse e qualquer outro texto publicado em nosso site tem os direitos autorais reservados. 

FIQUE ATUALIZADO COM NOSSAS PUBLICAções

Assine nossa newsletter e receba nossas novas publicações em seu e-mail.

Pabllo Vittar mergulha no experimentalismo de gênero e faz do funk a sua maior fonte de inovação. Goste você ou não, Noitada é um álbum vanguardista.
Funkeira reconhecida, MC Carol parece querer trazer ao ritmo um quê de erudição. E consegue. Tal qual a música clássica nos dias de hoje, Borogodó é esvaziado de sentido e de significado.
plugins premium WordPress