SOUNDX

Batidão Tropical Vol.2

2024 •

Sony Music Brasil

7.5
não ser tão lustroso como o primeiro volume de Batidão Tropical não impede Batidão Tropical Vol.2 de ser divertido
768246-batidao-tropical-vol-2_205330

Batidão Tropical Vol.2

2024 •

Sony Music Brasil

7.5
não ser tão lustroso como o primeiro volume de Batidão Tropical não impede Batidão Tropical Vol.2 de ser divertido
23/04/2024

Em 2021 Pabllo Vittar lançava a primeira parte do projeto Batidão Tropical. Nele, a drag queen buscava explorar a música nortista, com músicas autorais que traziam os sons brega e forró de maneira muito envolvente, além de diversas regravações formidáveis de clássicos das festas de aparelhagem da região norte brasileira. Essas novas versões se destacavam por ter êxito em dar nova vida às músicas. Muitas delas tinham produções melhor trabalhadas, a artista entregava performances divertidas, ademais tinham até mesmo momentos em que elas eram repaginadas de forma completamente diferente da original e o resultado era fenomenal — o caso de “Ultra Som” e seu drum n’ bass eletrizante.

Em Batidão Tropical Vol.2, infelizmente a cantora parece ter perdido as características que tornavam o primeiro volume um dos maiores destaques de sua carreira. É uma coleção de boas regravações, que, no entanto, ficam aquém das versões originais. São poucas as faixas que conseguem se manter no nível ou se mostrar melhores. Há algumas canções em que, por mais que a produção soe melhor, Pabllo falha em apresentar uma energia tão divertida igual às das versões originais. Ademais, Vittar por vezes apresenta o brega com som lento e tom mais romântico que não era tão presente na primeira parte de Batidão Tropical. Embora seja interessante a cantora explorar diferentes abordagens do gênero, penso que a drag queen não se encaixa muito bem nesse som, com os momentos de tecnobrega e forró eletrônico eufórico sendo onde ela melhor consegue apresentar excelência. 

Dentre os grandes destaques da obra estão “Pede Pra Eu Ficar”, versão piseiro muito envolvente do clássico “Listen To Your Heart”. Pabllo transforma a power-ballad em forró eletrônico arrebatador. A produção é o que mais ganha ênfase: os elementos como as baterias de piseiro, os sintetizadores, a guitarra de forró e as sanfonas contribuem bastante para criar a energia cativante da canção. “Nas Ondas Do Rádio” apresenta uma abordagem mais voltada ao synthpop que funciona muito bem. Os versos trazem produção pop com synths e baterias cativantes, enquanto o refrão traz o aspecto suave, melódico e romântico do brega calypso de maneira apaixonante. “Ai Ai Ai Mega Príncipe” regrava a música com sintetizadores formidáveis e baterias que soam mais intensas e contam com certa influência do reggaeton, conseguindo entregar caráter refrescante para a nova versão. Fora isso, Vittar tem performance muito carismática aqui. “Não Desligue O Telefone” é, de longe, a faixa mais diferente de toda a obra. Se por um lado isso faz ela parecer estranha dentro do registro, a transformação do tecnobrega em hyperpop é arrepiante. Os vocais que abusam de efeitos e a eletrizante instrumentação eletrônica criam canção absurdamente divertida. Isso demonstra que não ser um álbum tão lustroso como o primeiro volume de Batidão Tropical não impede Batidão Tropical Vol.2 de conseguir proporcionar diversão ao ouvinte.

Esse e qualquer outro texto publicado em nosso site tem os direitos autorais reservados. 

FIQUE ATUALIZADO COM NOSSAS PUBLICAções

Assine nossa newsletter e receba nossas novas publicações em seu e-mail.

MAIS DE

Pabllo Vittar mergulha no experimentalismo de gênero e faz do funk a sua maior fonte de inovação. Goste você ou não, Noitada é um álbum vanguardista.
Com produção de Brabo Music e Ruxell, Pabllo Vittar agita as baladas brasileiras com seu novo single em parceria com a carioca Mc Carol Bandida.
plugins premium WordPress