SOUNDX

"Candy"

2022 •

SM Entertainment

SM Entertainment abre os cofres e finalmente concede uma versão oficial de "CANDY", uma das colunas de sustentação do k-pop.
Digital_Cover_NCT_DREAM_Candy (1)

"Candy"

2022 •

SM Entertainment

SM Entertainment abre os cofres e finalmente concede uma versão oficial de "CANDY", uma das colunas de sustentação do k-pop.
16/12/2022

Ano passado, em um movimento quase inédito, a SM Entertainment decidiu revistar os arquivos da segunda geração do k-pop para lançar “Favorite (vampire)”, do NCT 127, que causou uma surpresa positiva por trazer uma abordagem nostálgica e sonhadora, algo totalmente oposto do que o grupo vinha trabalhando até então. Ainda em 2021, o aespa ficou encarregado de fazer uma nova versão da icônica faixa “Dreams Come True”, lançada em 1998. Produzida por BoA, a canção figurou entre uma das melhores já feitas por elas, entrando, inclusive, no primeiro álbum completo do quarteto. Nessa altura, todos estavam cientes que a SM não pararia por aí. Foi então que, nesse ano, chegou a vez do NCT DREAM percorrer pelo passado. 

Primeiro, eles lançam “Glitch Mode”, peça perfeitamente ajustada aos parâmetros da primeira geração, na qual o hip-hop e o rock formavam a base instrumental regida por versos rápidos, arranjos complexos e cheios de elementos, às vezes, enjoativos demais. Em seguida, “Beatbox”, com uma atmosfera flutuante e referências noventistas, serviu como prévia do que viria a seguir. E, após 26 anos de lançamento, a música “CANDY”, uma principais colunas de sustentação do k-pop, referida por diversos grupos de todas as gerações, finalmente ganhou uma versão oficial. Postada no ritmo alegre de sintetizadores híbridos e marcados pelo swingbeat dos anos 90, a canção é considerada a precursora de tudo aquilo que vemos ser feito hoje em dia.

Recriá-la com fidelidade e fazer com que a mesma seja justa e adequada aos padrões atuais do pop sul-coreano é algo que o NCT DREAM soube fazer muito bem. Embora distintas em alguns momentos, quando postas lado a lado, as duas versões ganham mais sentido por unir o passado e o presente, seja de todo um mercado ou de uma empresa que definitivamente mudou e vem transformando o k-pop cada vez mais. “CANDY” não se trata apenas de uma regravação. A faixa em si é uma celebração do k-pop e deve ser enfatizada como um evento extremamente importante. O NCT DREAM, por sua vez, merece os créditos por tornar esse momento ainda mais especial. Sem eles e os recentes caminhos trilhados, talvez, essa homenagem não teria funcionado tão bem assim.

Esse e qualquer outro texto publicado em nosso site tem os direitos autorais reservados. 

FIQUE ATUALIZADO COM NOSSAS PUBLICAções

Assine nossa newsletter e receba nossas novas publicações em seu e-mail.

MAIS DE

Entre arranjos complexos e vocais encantadores, o segundo álbum do NCT DREAM é um dos mais interessantes do universo apelidado de Neo Culture Technology.
plugins premium WordPress