2022

JYP ENTERTAINMENT

IM NAYEON

IM NAYEON é uma estreia solo fascinante que mostra que Nayeon consegue sair-se bem tanto trabalhando sozinha quanto em grupo.

7.8
EM 04/07/2022

A oportunidade de alguma integrante do TWICE em mostrar suas habilidades como artista solo, era algo que muitos fãs do grupo estavam esperando ansiosamente. Finalmente, o primeiro projeto individual de uma vocalista do girlgroup foi lançado com o primeiro mini-álbum de Nayeon como solista, e ela não decepciona de forma alguma, principalmente, para quem estava animado com esse aguardado lançamento, trazendo em sua estreia solo, um ótimo EP que entrega 7 doces e adoráveis canções. 

Quando foi lançada a prévia do single, muitos disseram que ele era repetitivo e irritante demais, e caso esse fosse o refrão, “POP!” seria uma estreia solo decepcionante. Mas para a surpresa de quem tanto reclamou da música antes mesmo dela ser de fato disponibilizada, ela é uma das melhores faixas-título de K-pop desse ano, sendo uma música bastante divertida e que é fascinante em vários aspectos como em sua produção, que usa com excelência de certos elementos como as guitarras elétricas e instrumentos de sopro, em seu gancho estupendo e extremamente cativante e, até mesmo, no amável vocal de Nayeon, que embora não seja algo que surpreenda tanto quanto os outros pontos citados, a voz da solista consegue encantar facilmente o ouvinte, sendo assim, um quesito que torna a canção ainda mais excepcional.

Após o single, vem “No Problem”, um dos maiores destaques do disco, sendo uma faixa bastante divertida e que traz influências oitentistas utilizadas de maneira ótima, um refrão bastante cativante, além de contar com uma boa performance de seu convidado Felix, do Stray Kids. O único problema da música são os vocais de Nayeon, que soam em alguns momentos, excessivamente processados. Felizmente, esse erro não acaba sendo tão grande a ponto de fazer a canção deixar de ser uma das melhores do registro.

Na sequência, o mini-álbum mergulha quase que totalmente no R&B, e Nayeon faz o uso deste gênero de forma admirável, entregando excelentes músicas do estilo musical, como “Love Countdown”, “ALL OR NOTHING” e “HAPPY BIRTHDAY TO YOU”. Contudo, em nenhum momento de IM NAYEON é entregue o uso desta sonoridade tão bem quanto em “SUNSET”, onde a artista finaliza o registro igual a vários EPs e LPs de K-pop: com uma música lenta, mas diferente de muitos artistas coreanos que trazem em canções calmas, algo entediante e pouco interessante, a cantora na faixa traz uma balada R&B bastante graciosa e sofisticada.

E não é apenas nesse aspecto que “SUNSET” é uma música que deve ser enfatizada, um fator de destaque no mini-álbum é a performance vocal da solista, que em muitos momentos soa adorável e encantadora, e uma canção que exemplifica perfeitamente o quão amável é a maneira dela cantar, é a faixa final. Nela, Nayeon utiliza de todo seu talento, fazendo um uso extremamente gracioso e doce de sua voz. Além de vocalmente fascinante, ela também entrega a melhor composição de IM NAYEON. Nela, a cantora parece falar sobre o término de um relacionamento e como ela sente falta de seu parceiro, isso é feito de forma bela, sentimental e que transmite perfeitamente ao ouvinte, a sensação de tristeza profunda causada pelo fim de uma relação amorosa: “It feels a dream like awhile / Eventually, you disappear / Like today, I miss for you morе / I think it hurts more without you”.

Embora boa parte do que a artista faz em sua estreia dê certo, IM NAYEON não é feito apenas de acertos. Em “Candyfloss”, encontra-se o maior erro do mini-álbum, pois, ainda que a faixa esteja bem longe de ser ruim, por ser bastante monótona e contar com um gancho repetitivo e chato, ela se torna a canção mais esquecível e desinteressante do EP. Mas, mesmo tendo momentos fracos, os pontos positivos do disco se sobressaem muito mais, sendo no contexto geral, o primeiro lançamento solo de alguma integrante do TWICE um projeto fascinante, que mostra como Nayeon consegue sair-se bem tanto trabalhando sozinha quanto em grupo.

Mais textos para