SOUNDX

The Greater Wings

2023 •

Ghostly International

9.0
Julie Byrne revive os bons momentos vividos com seu falecido parceiro, Eric Littmann, em novo álbum.
Julie Byrne - The Greater Wings

The Greater Wings

2023 •

Ghostly International

9.0
Julie Byrne revive os bons momentos vividos com seu falecido parceiro, Eric Littmann, em novo álbum.
17/07/2023

Perder uma pessoa querida, independente de quaisquer razões e circunstâncias, é sempre algo muito infeliz; porém tenho, para mim, que a perda por causa da morte seja a forma mais triste e dolorosa dentre todas as outras. O luto é uma dor incapacitante, de maneiras que vão muito além da compreensão. Não há superação! As boas lembranças ficam embaçadas pelo trauma e o indivíduo é posto sobre uma terrível provação: a de seguir em frente, sendo atormentado por lapsos de memórias e transtornado pelo sofrimento. Entretanto, ainda assim, há uma verdade intrínseca nessa ideia de “superação”. Com o tempo, esses sentimentos se tornam mais familiares e o sujeito começa a se fortalecer com o aprendizado. É nisso que The Greater Wings, de Julie Byrne, se baseia e é esta característica que o torna tão único e estupendo.

Enquanto no inquérito sobre The Greater Wings, seu mais novo álbum de estúdio, Julie Byrne falou que, como uma pessoa enlutada, na qual sempre está atrás de se conectar com o falecido, a confecção do álbum lhe pareceu como “revisitações” ao seu passado junto de seu parceiro, Eric Littmann. Isso se deu graças ao fato de ele tê-la ajudado a iniciar as gravações do sucessor de Not Even Happiness no outono de 2020 — na época da pandemia e do isolamento social. Depois ela deu  procedência ao projeto seis meses após o falecimento de seu amante, o finalizando de uma vez em parceria com Alex Somers. Então, de certa forma, toda a obra musical, para a cantora, remete bastante ao Eric e aos tempos passados junto dele no estúdio. Isso foi algo tão marcante para a compositora, que chega a parecer “real”. Soa como se a essência de Littmann pairasse por todo aquele local. Byrne diz ter sentido a presença do musicista no recinto, e isso a ajudou na composição do resto das canções do disco.

Primeiramente, The Greater Wings era um álbum que falava sobre o desejo pelo autoconhecimento e a introspecção em si para a contemplação da própria imagem, em virtude do aprendizado e amadurecimento pessoal. Porém, com a morte de Eric Littmann, o disco acabou se tornando uma homenagem de Julie Byrne para seu parceiro. Mais que apenas isso, terminou por ser um importante e imprescindível processo de crescimento para ela. Talvez tenha sido esse o fator que o tornou tão “positivo”, como muitos vem dizendo. Na primeira faixa do projeto já podemos observar Julie falando justamente dos sentimentos que sentiu enquanto aprontava a obra: “I drank the air / To be nearer to you / Voices widen through the room / Distant galaxy moon / I’m not here for nothing”. Continuando, logo após, com um assombroso coro: “Music in the walls / You were in the moment / With your life across the chord / Was this always or never before?”. Dando início, portanto, a tal esplendorosa e emocionante experiência musical.

Posteriormente, é chegada a vez de “Portrait of a Clear Day”, segunda faixa do disco. Nessa canção, Julie Byrne poetisa lindamente sobre o quão incrédula e abalada ficou com a partida do jovem Littmann. Os acordes de violão, juntamente das passagens de violino, dão vida à composição da artista sem fazer grandes arrodeios. Usufruída inteiramente da cativante simplicidade desses instrumentos para criar um ambiente calmo e sereno, propenso à reflexão e também à maior apreciação da letra muito bem escrita pela artista. Todavia, é a voz da cantora que traz para a faixa todo esse encanto e magia. Entretanto, devido ao quão boa é, a canção aparenta acabar subitamente e, por isso, se é dada a vez para “Moonless”.

Servindo perfeitamente como a continuação dos episódios abordados em “Portrait of a Clear Day”, “Moonless”, instigante e fantástica balada romântica, apresenta uma Julie Byrne com mais plenitude e força. Na letra dessa faixa, a cantora canta sobre a vez em que os dois, ela e Eric, estavam hospedados num velho hotel. Enquanto compartilhavam um cinzeiro, Julie falou ter achado algo eterno — o que, em outras palavras, poderia significar um “porto seguro” — em seu parceiro: “I found it there in the room with you / Whatever eternity is”. Logo após, a compositora contextualiza sua situação, fazendo uso de uma analogia perspicaz em referência as marés, sem a lua (o que faria desregularem os oceanos e tornaria a vida na terra algo impossível), com ela, sem o seu amado: “The sky is moonless / And the sea surrounds me / What does it matter, the story?”. A voz de Byrne, nesse registro em específico, soa tão afogada em dor e desalento que degrada, a cada entoar de nota, as barreiras do ouvinte, o atingindo em cheio no coração. É um momento lindo e incrivelmente desconcertante de The Greater Wings, mas também muito feliz, visto que se é terminada a canção com um reconfortante ar de esperança.

Seguindo em frente, temos em mão o que definitivamente é o maior destaque do álbum, “Summer Glass”. Diferente das três faixas anteriores, essa canção se trata de uma fulgurante balada synthpop e ambient pop que preenche o espaço com seus dóceis e marcantes toques de música eletrônica. Muito longe do esperado, ainda se é mantida bastante das ideias conceituais do gênero chamber folk e singer-songwriter, no qual Julie Byrne tanto se consagrou. Uma prova disso é um momento onde se é transpassado um acorde belíssimo de violino e, também, a incidência da estruturação típica dessa cena musical – com extensos e detalhados versos. A voz da cantora, como sempre, atua sendo uma tremenda força da natureza na faixa — possuindo barrenta presença e trazendo sobriedade e calmaria. Inclusive, vale ressaltar o estupendo trabalho de Eric Littmann nos sintetizadores. É tão confortante, e deprimente, saber que por trás dessa música foram escritas as últimas linhas da história do romance da musicista e seu querido companheiro.

Daqui em diante, é marcado um momento de mudança em The Greater Wings. “Summer’s End”, faixa sucessora da maravilhosa “Summer Glass”, traz consigo um grande diferencial para o álbum. Nessa, Julie decide deixar a produção tomar os holofotes por um tempo, permitindo um universo inteiro de notas, texturas e nuances sonoras se expandirem — enriquecendo, dessa forma, a experiência e trazendo mais dinamismo. Todavia, pouco tempo depois, a cantora volta a se fazer presente para cantar o restante das canções do disco. 

Assim, prosseguimos para a apaixonada “Lightning Comes Up From The Ground”, onde ela compara o sentimento de alegria que sentia ao ver o seu amante com a de ser atingida por um “raio vindo diretamente do chão” (“Every time you come around / Lightning comes up from the ground”); a determinada “Flare”, em que a cantora relembra os seus tempos de rebeldia com afinco (“Drive with me / Never knew what I wanted / Only how to let it go”); a quebrantadora “Conversation Is A Flowstate”, na qual se situam as passagens mais dolorosas de toda a obra (You’re a lesson that I won’t forget / Your fear is not mine to hold”); e por fim, “Hope’s Return” e “Death Is A Diamond”, as duas mais entristecedoras composições de Byrne.

Com isso, é dado um fim a The Greater Wings, terceiro álbum de estúdio de Julie Byrne. Porém, é importante saber que a cantora continuará sentindo a dor da perda do seu amor pelo resto de sua vida, da mesma forma como todo mundo que já perdeu alguém. Assim como discutido no início: não há superação! Nossas memórias daqueles que já se foram continuarão a nos atormentar até a morte, quando finalmente poderemos nos reencontrar — se assim for o pós-vida, claro. Entretanto, com esse álbum, Julie Byrne veio nos mostrar, a partir de suas próprias vivências, um lado mais positivo disso tudo. Não necessariamente o luto sempre tem de ser triste e doloroso, também pode ser reconfortante e esperançoso. A morte, por mais estranho que isso possa parecer, não é o fim. A partir dela, pode haver um recomeço; uma nova vida. Das trevas, pode surgir luz.

Esse e qualquer outro texto publicado em nosso site tem os direitos autorais reservados. 

FIQUE ATUALIZADO COM NOSSAS PUBLICAções

Assine nossa newsletter e receba nossas novas publicações em seu e-mail.

MAIS DE

plugins premium WordPress