SOUNDX

"Ruined"

2023 •

4AD

Em “Ruined”, ouve-se Adrianne cantar no que se supõe ser as ruínas de um porão, lamentando a situação na qual o lugar se encontra num clamor taciturno.
Adrianne Lenker – Ruined

"Ruined"

2023 •

4AD

Em “Ruined”, ouve-se Adrianne cantar no que se supõe ser as ruínas de um porão, lamentando a situação na qual o lugar se encontra num clamor taciturno.
14/12/2023

Em “Ruined”, ouve-se Adrianne, vocalista da banda Big Thief, cantar no que se supõe ser as ruínas de um porão: “Wе shared in the basement / As the fern bent to the window”. A voz reverente de Lenker, assim como um fantasma, paira sobre os destroços do que outrora eram lembranças reconfortantes de um relacionamento, lamentando a situação na qual o lugar se encontra num clamor taciturno.

A canção intercala entre versos descritivos, que remontam aos bons e maus momentos vividos entre Adrianne e seu amante, e uma refrão cujo entoar se assemelha ao cantar de uma canção de ninar, pela maneira como é decorrido e sua objetividade: “Can’t get enough of you / You come around, I’m ruined”. Num geral, esta música trata-se de uma das composições mais práticas já compostas por Lenker. Todos os seus sentimentos estão completamente explícitos; deixados à mostra para o público poder enxergar. Isso já o torna diferente dos demais trabalhos do vocalista dos Big Thief, visto que quase sempre tende por fazer uso de uma escrita mais poética e subjetiva. Tal decisão, porventura, deve ter sido proposital, levando em consideração o tema que está a ser discorrido e a produção da faixa, que se trata de notas graves de piano tocadas ao fundo — que ajudariam a destacar mais a escrita, em detrimento da complexidade da instrumentação. Num momento, há uma quebra de expectativa e o instrumental toma os holofotes, contudo, por pouquíssimo tempo. Em poucos instantes, tudo volta a girar em torno da compositora e a faixa se encerra.

Há dizendo nas páginas de notícia que “Ruined” se trataria do primeiro single de um novo álbum de Adrianne Lenker, que, supostamente, chegaria em Abril do próximo ano. Se por acaso for verdade, iremos conferir o trabalho mais pessoal e íntimo de Adrianne. O clamor taciturno da música abre margem para essas suposições, por conta de sua proposta mais introspectiva e melancólica. Confesso, no entanto, que resguardei comigo um pouco de temerosidade. Por mais que seja boa no que se propõe a ser, a falta de uma instrumentação mais grandiosa torna o lançamento um tanto quanto esquecível para os parâmetros de Lenker. Porém, de qualquer forma, só o futuro dirá com clareza como essa história irá se desenrolar. Torçamos para que essa narrativa venha a possuir um clímax mais interessante que este.

Esse e qualquer outro texto publicado em nosso site tem os direitos autorais reservados. 

FIQUE ATUALIZADO COM NOSSAS PUBLICAções

Assine nossa newsletter e receba nossas novas publicações em seu e-mail.

MAIS DE

plugins premium WordPress